Sábado, 28 de Julho de 2012

Hino da Umbanda e sua origem



Muitos conhecem, cantam ou já ouviram o Hino da Umbanda, uma canção que fala de paz e
de amor, que faz com que nosso corpo se arrepie de emoção.
O Hino da Umbanda foi composto na década de 60, por um cego que em busca de sua cura
foi procurar a ajuda do Caboclo das Sete Encruzilhadas.
Embora não tenha conseguido a cura por ser sua cegueira cármica, ficou apaixonado pela
religião e escreveu uma canção para mostrar que poderia ver o mundo e nossa religião de outra
maneira.
Apresentou a composição ao Caboclo das Sete Encruzilhadas que gostou tanto que resolveu
apresentá-la como Hino da Umbanda, o qual em 1961, no 2º Congresso de Umbanda, foi
oficializado para todo o Brasil.
E como não se apaixonar por uma letra tão convicta, quando entoamos o nosso hino,?
Acreditamos que a luz divina reflete do céu trazendo a paz, a serenidade, o amor e igualdade
entre os povos.
Essa luz, que reflete na terra e no mar, ilumina o mundo inteiro com sua magia e seu poder
divino.
A nossa Umbanda, que nos dá a força da vida e que nos conduz com grandeza e sabedoria.
Então, nós que somos filhos e irmãos de fé, acreditamos que não existe uma lei tão justa
como a nossa, levantemos a bandeira de amor, esperança, união, fé e caridade.
Ressalta-se ainda, que o autor do Hino da Umbanda vem a ser José Manuel Alves, nascido
em 05 de Agosto de 1907 em Monção, Portugal.
Em 1929, veio para o Brasil, indo residir no interior do estado de São Paulo. No mesmo ano,
mudou-se para a capital paulista, ingressando na Banda da Força Pública, onde ocupou vários
postos, aposentando-se como capitão.
Hino Da Umbanda Umbanda:
Refletiu a luz divina
Com todo seu esplendor
É do reino de Oxalá
Onde há paz e amor
Luz que refletiu na terra
Luz que refletiu no mar
Luz que veio de Aruanda
Para todos iluminar
A Umbanda é paz e amor
É um mundo cheio de luz
É a força que nos dá vida
E a grandeza nos conduz.
Avante filhos de fé,
Como a nossa lei não há,
Levando ao mundo inteiro
A Bandeira de Oxalá!
Levando ao mundo inteiro
A Bandeira de Oxalá!
Que nosso pai Oxalá cubra a todos com seu manto sagrado, nos dando saúde, equilíbrio,
harmonia, conhecimento e sabedoria para bem desempenhar nossa jornada terrena.



Imagens do nosso Templo e a canção do Hino da Umbanda



Que a Divina Luz esteja entre nós
Emidio de Ogum
http://espadadeogum.blogspot.com
RECOMENDE AQUI ESTE ARTIGO NO BOTÃO +1
publicado por espadadeogum às 10:30
link do post | comentar | favorito
|

Hino da Umbanda e sua origem



Muitos conhecem, cantam ou já ouviram o Hino da Umbanda, uma canção que fala de paz e
de amor, que faz com que nosso corpo se arrepie de emoção.
O Hino da Umbanda foi composto na década de 60, por um cego que em busca de sua cura
foi procurar a ajuda do Caboclo das Sete Encruzilhadas.
Embora não tenha conseguido a cura por ser sua cegueira cármica, ficou apaixonado pela
religião e escreveu uma canção para mostrar que poderia ver o mundo e nossa religião de outra
maneira.
Apresentou a composição ao Caboclo das Sete Encruzilhadas que gostou tanto que resolveu
apresentá-la como Hino da Umbanda, o qual em 1961, no 2º Congresso de Umbanda, foi
oficializado para todo o Brasil.
E como não se apaixonar por uma letra tão convicta, quando entoamos o nosso hino,?
Acreditamos que a luz divina reflete do céu trazendo a paz, a serenidade, o amor e igualdade
entre os povos.
Essa luz, que reflete na terra e no mar, ilumina o mundo inteiro com sua magia e seu poder
divino.
A nossa Umbanda, que nos dá a força da vida e que nos conduz com grandeza e sabedoria.
Então, nós que somos filhos e irmãos de fé, acreditamos que não existe uma lei tão justa
como a nossa, levantemos a bandeira de amor, esperança, união, fé e caridade.
Ressalta-se ainda, que o autor do Hino da Umbanda vem a ser José Manuel Alves, nascido
em 05 de Agosto de 1907 em Monção, Portugal.
Em 1929, veio para o Brasil, indo residir no interior do estado de São Paulo. No mesmo ano,
mudou-se para a capital paulista, ingressando na Banda da Força Pública, onde ocupou vários
postos, aposentando-se como capitão.
Hino Da Umbanda Umbanda:
Refletiu a luz divina
Com todo seu esplendor
É do reino de Oxalá
Onde há paz e amor
Luz que refletiu na terra
Luz que refletiu no mar
Luz que veio de Aruanda
Para todos iluminar
A Umbanda é paz e amor
É um mundo cheio de luz
É a força que nos dá vida
E a grandeza nos conduz.
Avante filhos de fé,
Como a nossa lei não há,
Levando ao mundo inteiro
A Bandeira de Oxalá!
Levando ao mundo inteiro
A Bandeira de Oxalá!
Que nosso pai Oxalá cubra a todos com seu manto sagrado, nos dando saúde, equilíbrio,
harmonia, conhecimento e sabedoria para bem desempenhar nossa jornada terrena.



Imagens do nosso Templo e a canção do Hino da Umbanda



Que a Divina Luz esteja entre nós
Emidio de Ogum
http://espadadeogum.blogspot.com
RECOMENDE AQUI ESTE ARTIGO NO BOTÃO +1
publicado por espadadeogum às 10:30
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Julho de 2012

Pai Guimarães vereador da Umbanda e Candomblé



Desde muito jovem já tinha uma consciência política participativa, atuante e envolvido com  varias mobilizações sociais foi conquistando experiências importantes em sua vida. Em 2000, teve importante participação nas eleições Municipais de Diadema quando filiado ao PV.
Em 2004 foi Candidato a Vereador em Diadema. Uma iniciativa pioneira, pois registrou sua candidatura como PAI GUIMARAES um Guerreiro do Axé. Foi uma ótima mobilização chegando a realizar um dos maiores eventos já visto naquela cidade. No dia 09 de Julho de 2004 quando realizou o lançamento da sua candidatura com  mais de 1600 pessoas no Clube OKINAWA.
Figura de destaque apoiaram a incitiva onde se destacaram o Mestre Rubens Saraceni, Cosme Felix, Valdir Persona e muitos outros. Esta experiência nos rendeu uma experiência muito importante para seguir em frente com a missão de construir uma consciência política participativa em nossa comunidade.
No dia 25 de julho de 2005 na Câmara Municipal de Diadema foi realizada a Plenária Política, Neste dia nasceu a idéia de se criar o MOVIMENTO CHEGA GUERREIRO DO AXÉ.
No dia 07 de Setembro de 2005 as 14 hs. um grupo importante de lideranças religiosas e administrativa e varios filhos de fé se reuniram na sede do Colegio de Umbanda Pai Benedito de Aruanda, dirigido peloPAI RUBESN SARACENI, para participarem da Cerimônia de Fundação do MOVIMENTO CHEGA!!! OS GUERREIROS DO AXÉ.
Com uma mentalidade e uma postura diferente da de 2004 Pai Guimarães foi candidato a Dep. Estadual em 2006, quando atingiu a votação expressiva de 13.076. Sem precedentes em nossa história, esta votação solidificou a imagem de Guerreiro do Axé. Neste ano a votação na capital foi de quase 5mil votos.
Em 2008 o movimento se organizou e avançou nas suas parcerias e na candidatura a Vereador 2008 -Pai Guimaraes com apoio dos Guerreiros do Axé conquistaram sua maior votação em um Município, foram mais de 10 mil votos. Uma votação que surpreendeu,pois a falta de apoio partidário e sem uma estrutura financeira a campanha foi muito difíci.
Em 2006 conhecendo as dificuldades e sabendo que era impossível vencer, mas não podendo parar o trabalho, a candidatura de deputado festadual atingiu a marca de 9 mil votos. Apesar de ter menos votos que em 2006 o grupo soube que seria assim dado a falta de estrutura e apoio financeiro.
Em 2010  com objetivo de manter o sonho e a base, visando a continuidade do trabalho a campanha para Deputado Estadual apesar de ter feito 10 mil votos e ter deixado a impressão que o trabalho recuou, na verdade houve uma preservação muito importante. Estes resultados nos levam a acreditar que estamos no caminho certo.
A consciência política e participativa dos filhos de fé da Umbanda e do Candomblé nos levou a preservar nosso trabalho e fortalecemos a nossa base, ainda que não fosse possivel avançar na votação.
Agora em 2012, estamos preparados para avançar e buscar a vitoria que a comunidade tanto necessita e sonha. Um verdadeiro Guerreiro do Axé, não desiste da luta e não roer a corda. Estamos firmes e determinados na luta em defesa dos direitos da nossa comunidade e no tempo certo, com seu apoio iremos vencer nossas batalhas.
Nossa luta continua e agora estamos ampliando nossa força e nossa grupo com novos GUERREIROS!
Visite o site dos Guerreiros do Axé. Veja os vídeos e depoimentos das lideranças. Seja você também um dos nossos GUERREIROS em defesa do Axé!
www.guerreirosdoaxe.com.br
Vote Pai Guimarães 23.777 Vereador em São Paulo



Que a Divina Luz esteja entre nós 
Emidio de Ogum 
http://espadadeogum.blogspot.com 
RECOMENDE AQUI ESTE ARTIGO NO BOTÃO +1
publicado por espadadeogum às 18:16
link do post | comentar | favorito
|

Pai Guimarães vereador da Umbanda e Candomblé



Desde muito jovem já tinha uma consciência política participativa, atuante e envolvido com  varias mobilizações sociais foi conquistando experiências importantes em sua vida. Em 2000, teve importante participação nas eleições Municipais de Diadema quando filiado ao PV.
Em 2004 foi Candidato a Vereador em Diadema. Uma iniciativa pioneira, pois registrou sua candidatura como PAI GUIMARAES um Guerreiro do Axé. Foi uma ótima mobilização chegando a realizar um dos maiores eventos já visto naquela cidade. No dia 09 de Julho de 2004 quando realizou o lançamento da sua candidatura com  mais de 1600 pessoas no Clube OKINAWA.
Figura de destaque apoiaram a incitiva onde se destacaram o Mestre Rubens Saraceni, Cosme Felix, Valdir Persona e muitos outros. Esta experiência nos rendeu uma experiência muito importante para seguir em frente com a missão de construir uma consciência política participativa em nossa comunidade.
No dia 25 de julho de 2005 na Câmara Municipal de Diadema foi realizada a Plenária Política, Neste dia nasceu a idéia de se criar o MOVIMENTO CHEGA GUERREIRO DO AXÉ.
No dia 07 de Setembro de 2005 as 14 hs. um grupo importante de lideranças religiosas e administrativa e varios filhos de fé se reuniram na sede do Colegio de Umbanda Pai Benedito de Aruanda, dirigido peloPAI RUBESN SARACENI, para participarem da Cerimônia de Fundação do MOVIMENTO CHEGA!!! OS GUERREIROS DO AXÉ.
Com uma mentalidade e uma postura diferente da de 2004 Pai Guimarães foi candidato a Dep. Estadual em 2006, quando atingiu a votação expressiva de 13.076. Sem precedentes em nossa história, esta votação solidificou a imagem de Guerreiro do Axé. Neste ano a votação na capital foi de quase 5mil votos.
Em 2008 o movimento se organizou e avançou nas suas parcerias e na candidatura a Vereador 2008 -Pai Guimaraes com apoio dos Guerreiros do Axé conquistaram sua maior votação em um Município, foram mais de 10 mil votos. Uma votação que surpreendeu,pois a falta de apoio partidário e sem uma estrutura financeira a campanha foi muito difíci.
Em 2006 conhecendo as dificuldades e sabendo que era impossível vencer, mas não podendo parar o trabalho, a candidatura de deputado festadual atingiu a marca de 9 mil votos. Apesar de ter menos votos que em 2006 o grupo soube que seria assim dado a falta de estrutura e apoio financeiro.
Em 2010  com objetivo de manter o sonho e a base, visando a continuidade do trabalho a campanha para Deputado Estadual apesar de ter feito 10 mil votos e ter deixado a impressão que o trabalho recuou, na verdade houve uma preservação muito importante. Estes resultados nos levam a acreditar que estamos no caminho certo.
A consciência política e participativa dos filhos de fé da Umbanda e do Candomblé nos levou a preservar nosso trabalho e fortalecemos a nossa base, ainda que não fosse possivel avançar na votação.
Agora em 2012, estamos preparados para avançar e buscar a vitoria que a comunidade tanto necessita e sonha. Um verdadeiro Guerreiro do Axé, não desiste da luta e não roer a corda. Estamos firmes e determinados na luta em defesa dos direitos da nossa comunidade e no tempo certo, com seu apoio iremos vencer nossas batalhas.
Nossa luta continua e agora estamos ampliando nossa força e nossa grupo com novos GUERREIROS!
Visite o site dos Guerreiros do Axé. Veja os vídeos e depoimentos das lideranças. Seja você também um dos nossos GUERREIROS em defesa do Axé!
www.guerreirosdoaxe.com.br
Vote Pai Guimarães 23.777 Vereador em São Paulo



Que a Divina Luz esteja entre nós 
Emidio de Ogum 
http://espadadeogum.blogspot.com 
RECOMENDE AQUI ESTE ARTIGO NO BOTÃO +1
publicado por espadadeogum às 18:16
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 14 de Julho de 2012

Oferendas e comidas dos Orixás






OFERENDAS E COMIDAS AOS ORIXÁS

     As comidas ofertadas aos Orixás, também representam uma outra característica marcante dentro dos rituais afro-brasileiros. São pratos feitos pelas cozinheiras do santo e vão desde a Cangica dedicada à Oxalá, passando pelo Acarajê de Inhasã até chegar ao pirão com peixe dedicado as Almas (Pretos-Velhos). Os Orixás recebem suas oferendas/comidas no próprio terreiro, comidas essas que são entregues em ritual próprio realizado na sexta-feira a noite em Lua Nova ou Crescente.


Vejamos as Comidas correspondentes a cada Orixá

OrixáComida Correspondente
OxaláCanjica coberta com algodão.
NanãCangica coberta com folha de bananeira.
XangôRabada com polenta(feito no Dendê.
YemanjáCanjica enfeitada com nove camarões cozidos.
OgumCostela ou bagre assado enfeitado com rodelas de batata de farofa(feito no dendê).
OxumCreme feito com feijão fradinho amassado, coberto com ovos cozidos e enfeitados com folhas de alface.
Oxosse / CabocloMilho verde e amendoim regados com mel e cobertos com cocô ralado e enfeitado com morango.
InhasãAcarajê coberto com molho de camarão.
Obaluaê / OmulúArroz branco coberto com pipoca e enfeitado com fatias de Pão de trigo regadas de dendê.
IbejiMingau enfeitado com cocadas e balas coloridas.
Preto-VelhosPirão de peixe coberto com postas de curvina frita.
Exú / Pomba GiraFarofa de dendê coberta com um bife acebolado (cebola roxa) e enfeitado com rodelas de limão e lima.

     A comida de Exú é entregue na Segunda-feira na cangira. A comida das Almas é  entregue na Sexta-feira  no altar, porém em alguns terreiros a mesma é entregue na própria Casa das Almas.  
     Acompanhando a Comida do Orixá, são também entregues a bebida corresponde, além de uma vela de cêra grande. No caso de beijada são entregues três guaranás e três velas de cêra grandes.  






Vejamos as Bebidas correspondentes a cada Orixá 



OrixáBebida Correspondente
OxaláChampanhe com rôtulo branco.
NanãSoda Limonada
XangôCerveja Preta
OgumCerveja Branca
YemanjáÁgua Mineral sem gás
OxumÁgua Mineral sem gás
Oxosse / CabocloVinho Branco de Mesa
InhasãVinho Rosé
Obaluaê / OmulúSuco de Laranja Lima
IbejiGuaraná
Preto-Velhos  Vinho Tinto
ExúCachaça


Ingredientes e Preparo dos Pratos


Oxalá

Ingredientes:
½ kg de canjica
3 claras
1 pedaço de algodão fino cortado na forma de prato
½ colher de mel

Modo de Preparo: Cozinhe a canjica. Após cozida deixe esfriar e escorra. Bata as claras em neve, que fique bem firme. Coloque a canjica já fria em uma tigela branca cruzada com pemba branca e banha de ori. Cubra a canjica com a clara batida em neve e coloque o algodão para cobrir. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.


Nanã

Ingredientes:
Canjica cozida
Folha de bananeira
13 camarões pequenos (pré-cozidos)

Modo de Preparo: Cozinhar a canjica e esperar esfriar para depois escorrer. Depois de fria colocar em uma tigela branca cruzada com pemba branca e banha de ori. Após colocar a canjica no prato cobre-se com a folha de bananeira. Por último colocam-se sobre a folha de bananeira os 13 camarões enfeitando em formato de coração. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.

Xangô


Ingredientes:
12 pedaços de peito de boi sem gordura
7 pimentas da costa moída
1 pitada de sal
2 cebolas de cabeça picada
3 kg de quiabo
2 pedaços pequenos de gengibre socado no pilão
200 gramas de amendoim torrado sem casca moído no pilão
100 gramas de camarão seco inteiro
100 gramas de castanha
Azeite de dendê

Modo de Preparo: Tempere o peito com sal, a pimenta da costa e a cebola de cabeça. Aqueça o azeite de dendê e ponha os pedaços de peito para dourar. Quando estiver assado, reserve. Lave os quiabos, um por um e seque em pano branco. Corte as pontas do quiabo (inclusive e parte de cima) e pique em pedaços bem pequenos. Reserve 12 quiabos inteiros para enfeitar o prato. Coloque o quiabo picado em um alguidar e ponha um pouco de azeite, depois bata bem para tirar a “baba”. Leve a panela com a carne ao fogo e acrescente o amendoim, a gengibre, a castanha, o camarão seco e o quiabo picado e refogue mais um pouco e estará pronto. Cruze com pemba branca e banha de ori e coloque em uma gamela de madeira o refogado. Os pedaços de carne devem ser colocados por cima. Enfeite o prato com os quiabos inteiros. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.
Obs: Outro prato muito comum para Xangô é a rabada com polenta.


Iemanjá

Ingredientes:
Canjica cozida
9 camarões grandes cozidos
Salsinha a gosto para enfeitar

Modo de Preparo: Coloque a canjica cozida, depois de escorrida em uma tigela branca previamente cruzada com pemba branca e banha de ori. Reserve um pouco dessa canjica para preparar um creme que deverá ser colocado por cima da canjica cobrindo todo o prato. Para enfeitar são colocados 9 camarões grandes cozidos e algumas folhas de salsinhas. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.


Oxossi

Ingredientes:
6 espigas de milho grandes
½ kg de amendoim descascado
Mel
1 coco cortado em fatias
Morangos para enfeitar

Modo de Preparo: Cozinhar as espigas de milho ou cortar os grãos antes de cozinhar. Dar uma rápida fervura no amendoim. Depois de frios, colocar em uma tigela em camadas. Primeiro o milho, em segundo o amendoim e por último o mel. Depois das camadas, cobre-se todo o prato com coco ralado. Por último colocam-se seis fatias de coco e alguns morangos para enfeitar. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.


Oxum

Ingredientes:
Feijão fradinho
5 ovos brancos
Camarão pequeno cozido ou camarão seco
1Cebola de cabeça

Modo de Preparo:

Cozinha o feijão fradinho com casca. Depois de cozido o feijão, mistura-se o camarão com uma cebola ralada e coloca-se tudo em uma tigela branca. Sobre o feijão colocam-se cinco ovos cozidos e descascados. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.
Obs: Em outro prato de Oxum o feijão é descascado e amassado, sendo acompanhado também por cinco ovos e folhas de alface para enfeitar.  

Ogum

Ingredientes:
1 Bagre grande ou Costela com 7 ossos
1 kg de batata inglesa
1 kg de cebola
1 kg de farinha de mandioca
3 pimentas da costa
Azeite de dendê
1 pitada de Sal

Modo de Preparo: Se limpa o bagre sem cortar as barbatanas e sem cortar. Retiram-se as “tripas” pela cabeça, utilizando as mãos e sem cortar. Depois de limpo tempera-se com um pouquinho de sal e as três pimentas da costa moídas. Unta-se ele todo com azeite de dendê e leva-se ao forno para dourar.  Enquanto assa, cortam-se as batatas e as cebolas em rodelas e se frita no azeite de dendê, deixa-se esfriar, aproveitando o azeite de dendê para fazer uma farofa. Em uma travessa grande de porcelana, cruzada com pemba branca e banha de ori, põe-se a farofa e por cima o bagre. Em volta são colocadas às batatas e as cebolas todas untadas no aceite de dendê. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.
Obs: O mesmo procedimento é realizado com a costela.


Inhasã

Ingredientes:
Feijão Fradinho descascado e cru
Camarão miúdo seco e moído
Camarão fresco miúdo e camarão pré-cozido
11 ou 21 folhas de louro
Cebolinha verde, salsinha, tomate e cebola (todos picados)
Azeite de Dendê

Modo de Preparo: Deixar de molho em água comum o feijão fradinho para retirada da casca, depois triturar ou amassar o feijão fradinho. Amassado coloca-se sobre um pano branco e aperta-se para escorrer bem a água. Se necessário, pode-se bater bem o pano para retirar bem a água. Essa massa é colocada em alguidar e misturando-se o camarão seco moído e a salsinha e a cebolinha picadas. Misturam-se bem os ingredientes fazendo bolinhos - acarajés, que depois de prontos, serão fritos no azeite de dendê. Refogam-se os temperos: cebolinha, tomate, cebola, salsa e o camarão miúdo picados. Quando os ingredientes estiverem bem refogados junta-se uma colher de maisena para engrossar o molho. A montagem do prato segue a seguinte seqüência: Em uma travessa branca cruzada com pemba e penha de ori, coloca-se o molho. Por cima são colocados os acarajés, as folhas de louro e salpicados por cima são colocados camarões picados. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.


Obaluaê

Ingredientes:
Feijão preto (300 a 400 gramas)
Bistecas de porco em sete pedaços
½ cebola picada
Azeite de dendê
Sal

Modo de Preparo: Cozinhar um pouquinho de feijão com pouca água, para quando estiver cozido não sobrar água. Antes de cozido tempere o feijão com a cebola picada e uma pitada de sal. Reserve, esperando esfriar. Tempere as bistecas com pouco sal e frite no azeite de dendê, também esperando esfriar. Cruza-se uma tigela com pemba e banha de ori e coloca-se o feijão. As bistecas devem ser colocadas por cima para enfeitar o prato. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.
Obs: Outra comida para Obaluaê é a pipoca com arroz branco ao fundo e um pão de trigo regado com azeite de dendê.


Beijada

Ingredientes:
Leite
Creme de arroz
1 colher de açúcar
21 cocadas brancas
1 pacote de bala de goma
Morangos frescos

Modo de Preparo: Faça um pudim ou mingau com o leite e o creme de arroz e açúcar. Despeje em uma travessa cruzada com pemba branca e banha de ori. Espere esfriar para depois colocar todas as cocadas por cima. Por último, são colocadas: às balas e o morango para enfeitar. Acompanha as bebidas correspondentes (três garrafas de guaraná) e três velas brancas.


Preto-Velho

Ingredientes:
1 corvina grande
3 pimentas da costa
1 pitada de sal
1 limão
1 cebola de cabeça
1 tomate
Cebolinha verde e salsinha
300 gramas de farinha de mandioca
Azeite de dendê


Modo de Preparo: Limpe a corvina, tirando só as escamas e as tripas. Tire-as pela cabeça sem cortar. Quando estiver limpa, corte em sete pedaços e tempere em um alguidar com as pimentas, sal e limão. Frite no azeite de dendê. Nesse mesmo azeite refogue a cebola de cabeça, o tomate, a cebolinha verde e a salsinha. Quando estiver bem refogado colocam-se os sete pedaços de corvina para refogar, acrescentando um pouco de água para ficar com caldo para o preparo do pirão. Feito o pirão esse deve ser colocado em uma tigela cruzada com pemba branca e banha de ori. Por cima do pirão são colocados os sete pedaços da corvina. Acompanha a bebida correspondente, uma vela branca, um cachimbo de barro, fumo e uma caixa de fósforos.



Exu /Pomba-Gira

Ingredientes:

Carne bovina (um bife bem grande)
Cebola roxa
Limão
Lima
Azeite de dendê
Farinha de mandioca

Modo de Preparo: Prepara-se uma farofa com farinha de mandioca e azeite de dendê e deixe reservado. Frita-se o bife no azeite de dendê e no mesmo azeite refoga-se levemente a cebola roxa. Em um prato de barro é colocada a farofa e por cima o bife coberto também com a cebola refogada, rodelas de limão e lima. Acompanha a bebida correspondente, uma vela, charuto (Exu) e/ou cigarro (Pomba-Gira) com uma caixa de fósforos.
 As comidas de santo são em sua maioria entregues na sexta-feira, quando da realização de camarinha. Em todos os casos com a lua em fase nova ou crescente, período em que os Orixás estão em plena sintonia com os filhos de santo. Ao entregar a comida no altar o médium deve bater cabeça ao Orixá e pedir que o axé seja derramado sobre todos os presentes, principalmente sobre aquele que está oferecendo a comida. Antes de colocar no altar, o médium que está levando a comida na cabeça, cruza todo o Terreiro e, dançando para o santo, faz seus pedidos e invocações.

               Vejamos as frutas correspondentes a cada Orixá 

ORIXÁ
TIPO(S) DE FRUTA(S)

Oxalá

Uva Itália

Nanã

Melão
Xangô
Maçã Verde
Yemanjá
Pêra D’água
Ogum
Coco
Oxum
Banana D’água ou Caturra
Oxossi / Caboclo
Milho Verde ou Frutas Variadas
Inhasã
Manga
Obaluaê / Omulu
Laranja Lima ou Abacaxi
Ibeji
Morango
Preto – Velho
Fruto do Café
Exu / Pomba-Gira
Cana de Açúcar, Lima e Limão
               Fonte: Tenda Espírita Caboclo Cobra Verde, 2001.

Introduzido no Ritual de Almas e Angola e complementando o ofertório às Entidades espirituais e aos Orixás, é entregue também no altar um prato contendo 16 acaçás.  Esse complemento faz parte da atual fase de Almas e Angola e foi acrescentado por Mãe Ida na camarinha de Vinte e Um Anos de Pai Evaldo.


ESTE BLOG É PATROCINADO PELA EMPRESA LEONE SERVIÇOS www.leoneservicos.com.br
clique na imagem e conheça esta empresa de serviços de portaria, limpeza, recepção e serviços gerais.




Que a Divina Luz esteja entre nós 
Emidio de Ogum 
http://espadadeogum.blogspot.com 
RECOMENDE AQUI ESTE ARTIGO NO BOTÃO +1
publicado por espadadeogum às 23:04
link do post | comentar | favorito
|

Oferendas e comidas dos Orixás







OFERENDAS E COMIDAS AOS ORIXÁS

     As comidas ofertadas aos Orixás, também representam uma outra característica marcante dentro dos rituais afro-brasileiros. São pratos feitos pelas cozinheiras do santo e vão desde a Cangica dedicada à Oxalá, passando pelo Acarajê de Inhasã até chegar ao pirão com peixe dedicado as Almas (Pretos-Velhos). Os Orixás recebem suas oferendas/comidas no próprio terreiro, comidas essas que são entregues em ritual próprio realizado na sexta-feira a noite em Lua Nova ou Crescente.


Vejamos as Comidas correspondentes a cada Orixá

OrixáComida Correspondente
OxaláCanjica coberta com algodão.
NanãCangica coberta com folha de bananeira.
XangôRabada com polenta(feito no Dendê.
YemanjáCanjica enfeitada com nove camarões cozidos.
OgumCostela ou bagre assado enfeitado com rodelas de batata de farofa(feito no dendê).
OxumCreme feito com feijão fradinho amassado, coberto com ovos cozidos e enfeitados com folhas de alface.
Oxosse / CabocloMilho verde e amendoim regados com mel e cobertos com cocô ralado e enfeitado com morango.
InhasãAcarajê coberto com molho de camarão.
Obaluaê / OmulúArroz branco coberto com pipoca e enfeitado com fatias de Pão de trigo regadas de dendê.
IbejiMingau enfeitado com cocadas e balas coloridas.
Preto-VelhosPirão de peixe coberto com postas de curvina frita.
Exú / Pomba GiraFarofa de dendê coberta com um bife acebolado (cebola roxa) e enfeitado com rodelas de limão e lima.

     A comida de Exú é entregue na Segunda-feira na cangira. A comida das Almas é  entregue na Sexta-feira  no altar, porém em alguns terreiros a mesma é entregue na própria Casa das Almas.  
     Acompanhando a Comida do Orixá, são também entregues a bebida corresponde, além de uma vela de cêra grande. No caso de beijada são entregues três guaranás e três velas de cêra grandes.  





Vejamos as Bebidas correspondentes a cada Orixá 

OrixáBebida Correspondente
OxaláChampanhe com rôtulo branco.
NanãSoda Limonada
XangôCerveja Preta
OgumCerveja Branca
YemanjáÁgua Mineral sem gás
OxumÁgua Mineral sem gás
Oxosse / CabocloVinho Branco de Mesa
InhasãVinho Rosé
Obaluaê / OmulúSuco de Laranja Lima
IbejiGuaraná
Preto-Velhos  Vinho Tinto
ExúCachaça


Ingredientes e Preparo dos Pratos


Oxalá

Ingredientes:
½ kg de canjica
3 claras
1 pedaço de algodão fino cortado na forma de prato
½ colher de mel

Modo de Preparo: Cozinhe a canjica. Após cozida deixe esfriar e escorra. Bata as claras em neve, que fique bem firme. Coloque a canjica já fria em uma tigela branca cruzada com pemba branca e banha de ori. Cubra a canjica com a clara batida em neve e coloque o algodão para cobrir. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.


Nanã

Ingredientes:
Canjica cozida
Folha de bananeira
13 camarões pequenos (pré-cozidos)

Modo de Preparo: Cozinhar a canjica e esperar esfriar para depois escorrer. Depois de fria colocar em uma tigela branca cruzada com pemba branca e banha de ori. Após colocar a canjica no prato cobre-se com a folha de bananeira. Por último colocam-se sobre a folha de bananeira os 13 camarões enfeitando em formato de coração. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.

Xangô


Ingredientes:
12 pedaços de peito de boi sem gordura
7 pimentas da costa moída
1 pitada de sal
2 cebolas de cabeça picada
3 kg de quiabo
2 pedaços pequenos de gengibre socado no pilão
200 gramas de amendoim torrado sem casca moído no pilão
100 gramas de camarão seco inteiro
100 gramas de castanha
Azeite de dendê

Modo de Preparo: Tempere o peito com sal, a pimenta da costa e a cebola de cabeça. Aqueça o azeite de dendê e ponha os pedaços de peito para dourar. Quando estiver assado, reserve. Lave os quiabos, um por um e seque em pano branco. Corte as pontas do quiabo (inclusive e parte de cima) e pique em pedaços bem pequenos. Reserve 12 quiabos inteiros para enfeitar o prato. Coloque o quiabo picado em um alguidar e ponha um pouco de azeite, depois bata bem para tirar a “baba”. Leve a panela com a carne ao fogo e acrescente o amendoim, a gengibre, a castanha, o camarão seco e o quiabo picado e refogue mais um pouco e estará pronto. Cruze com pemba branca e banha de ori e coloque em uma gamela de madeira o refogado. Os pedaços de carne devem ser colocados por cima. Enfeite o prato com os quiabos inteiros. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.
Obs: Outro prato muito comum para Xangô é a rabada com polenta.


Iemanjá

Ingredientes:
Canjica cozida
9 camarões grandes cozidos
Salsinha a gosto para enfeitar

Modo de Preparo: Coloque a canjica cozida, depois de escorrida em uma tigela branca previamente cruzada com pemba branca e banha de ori. Reserve um pouco dessa canjica para preparar um creme que deverá ser colocado por cima da canjica cobrindo todo o prato. Para enfeitar são colocados 9 camarões grandes cozidos e algumas folhas de salsinhas. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.


Oxossi

Ingredientes:
6 espigas de milho grandes
½ kg de amendoim descascado
Mel
1 coco cortado em fatias
Morangos para enfeitar

Modo de Preparo: Cozinhar as espigas de milho ou cortar os grãos antes de cozinhar. Dar uma rápida fervura no amendoim. Depois de frios, colocar em uma tigela em camadas. Primeiro o milho, em segundo o amendoim e por último o mel. Depois das camadas, cobre-se todo o prato com coco ralado. Por último colocam-se seis fatias de coco e alguns morangos para enfeitar. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.


Oxum

Ingredientes:
Feijão fradinho
5 ovos brancos
Camarão pequeno cozido ou camarão seco
1Cebola de cabeça

Modo de Preparo:

Cozinha o feijão fradinho com casca. Depois de cozido o feijão, mistura-se o camarão com uma cebola ralada e coloca-se tudo em uma tigela branca. Sobre o feijão colocam-se cinco ovos cozidos e descascados. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.
Obs: Em outro prato de Oxum o feijão é descascado e amassado, sendo acompanhado também por cinco ovos e folhas de alface para enfeitar.  

Ogum

Ingredientes:
1 Bagre grande ou Costela com 7 ossos
1 kg de batata inglesa
1 kg de cebola
1 kg de farinha de mandioca
3 pimentas da costa
Azeite de dendê
1 pitada de Sal

Modo de Preparo: Se limpa o bagre sem cortar as barbatanas e sem cortar. Retiram-se as “tripas” pela cabeça, utilizando as mãos e sem cortar. Depois de limpo tempera-se com um pouquinho de sal e as três pimentas da costa moídas. Unta-se ele todo com azeite de dendê e leva-se ao forno para dourar.  Enquanto assa, cortam-se as batatas e as cebolas em rodelas e se frita no azeite de dendê, deixa-se esfriar, aproveitando o azeite de dendê para fazer uma farofa. Em uma travessa grande de porcelana, cruzada com pemba branca e banha de ori, põe-se a farofa e por cima o bagre. Em volta são colocadas às batatas e as cebolas todas untadas no aceite de dendê. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.
Obs: O mesmo procedimento é realizado com a costela.


Inhasã

Ingredientes:
Feijão Fradinho descascado e cru
Camarão miúdo seco e moído
Camarão fresco miúdo e camarão pré-cozido
11 ou 21 folhas de louro
Cebolinha verde, salsinha, tomate e cebola (todos picados)
Azeite de Dendê

Modo de Preparo: Deixar de molho em água comum o feijão fradinho para retirada da casca, depois triturar ou amassar o feijão fradinho. Amassado coloca-se sobre um pano branco e aperta-se para escorrer bem a água. Se necessário, pode-se bater bem o pano para retirar bem a água. Essa massa é colocada em alguidar e misturando-se o camarão seco moído e a salsinha e a cebolinha picadas. Misturam-se bem os ingredientes fazendo bolinhos - acarajés, que depois de prontos, serão fritos no azeite de dendê. Refogam-se os temperos: cebolinha, tomate, cebola, salsa e o camarão miúdo picados. Quando os ingredientes estiverem bem refogados junta-se uma colher de maisena para engrossar o molho. A montagem do prato segue a seguinte seqüência: Em uma travessa branca cruzada com pemba e penha de ori, coloca-se o molho. Por cima são colocados os acarajés, as folhas de louro e salpicados por cima são colocados camarões picados. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.


Obaluaê

Ingredientes:
Feijão preto (300 a 400 gramas)
Bistecas de porco em sete pedaços
½ cebola picada
Azeite de dendê
Sal

Modo de Preparo: Cozinhar um pouquinho de feijão com pouca água, para quando estiver cozido não sobrar água. Antes de cozido tempere o feijão com a cebola picada e uma pitada de sal. Reserve, esperando esfriar. Tempere as bistecas com pouco sal e frite no azeite de dendê, também esperando esfriar. Cruza-se uma tigela com pemba e banha de ori e coloca-se o feijão. As bistecas devem ser colocadas por cima para enfeitar o prato. Acompanha a bebida correspondente e uma vela branca.
Obs: Outra comida para Obaluaê é a pipoca com arroz branco ao fundo e um pão de trigo regado com azeite de dendê.


Beijada

Ingredientes:
Leite
Creme de arroz
1 colher de açúcar
21 cocadas brancas
1 pacote de bala de goma
Morangos frescos

Modo de Preparo: Faça um pudim ou mingau com o leite e o creme de arroz e açúcar. Despeje em uma travessa cruzada com pemba branca e banha de ori. Espere esfriar para depois colocar todas as cocadas por cima. Por último, são colocadas: às balas e o morango para enfeitar. Acompanha as bebidas correspondentes (três garrafas de guaraná) e três velas brancas.


Preto-Velho

Ingredientes:
1 corvina grande
3 pimentas da costa
1 pitada de sal
1 limão
1 cebola de cabeça
1 tomate
Cebolinha verde e salsinha
300 gramas de farinha de mandioca
Azeite de dendê


Modo de Preparo: Limpe a corvina, tirando só as escamas e as tripas. Tire-as pela cabeça sem cortar. Quando estiver limpa, corte em sete pedaços e tempere em um alguidar com as pimentas, sal e limão. Frite no azeite de dendê. Nesse mesmo azeite refogue a cebola de cabeça, o tomate, a cebolinha verde e a salsinha. Quando estiver bem refogado colocam-se os sete pedaços de corvina para refogar, acrescentando um pouco de água para ficar com caldo para o preparo do pirão. Feito o pirão esse deve ser colocado em uma tigela cruzada com pemba branca e banha de ori. Por cima do pirão são colocados os sete pedaços da corvina. Acompanha a bebida correspondente, uma vela branca, um cachimbo de barro, fumo e uma caixa de fósforos.



Exu /Pomba-Gira

Ingredientes:

Carne bovina (um bife bem grande)
Cebola roxa
Limão
Lima
Azeite de dendê
Farinha de mandioca

Modo de Preparo: Prepara-se uma farofa com farinha de mandioca e azeite de dendê e deixe reservado. Frita-se o bife no azeite de dendê e no mesmo azeite refoga-se levemente a cebola roxa. Em um prato de barro é colocada a farofa e por cima o bife coberto também com a cebola refogada, rodelas de limão e lima. Acompanha a bebida correspondente, uma vela, charuto (Exu) e/ou cigarro (Pomba-Gira) com uma caixa de fósforos.
 As comidas de santo são em sua maioria entregues na sexta-feira, quando da realização de camarinha. Em todos os casos com a lua em fase nova ou crescente, período em que os Orixás estão em plena sintonia com os filhos de santo. Ao entregar a comida no altar o médium deve bater cabeça ao Orixá e pedir que o axé seja derramado sobre todos os presentes, principalmente sobre aquele que está oferecendo a comida. Antes de colocar no altar, o médium que está levando a comida na cabeça, cruza todo o Terreiro e, dançando para o santo, faz seus pedidos e invocações.

               Vejamos as frutas correspondentes a cada Orixá 

ORIXÁ
TIPO(S) DE FRUTA(S)

Oxalá

Uva Itália

Nanã

Melão
Xangô
Maçã Verde
Yemanjá
Pêra D’água
Ogum
Coco
Oxum
Banana D’água ou Caturra
Oxossi / Caboclo
Milho Verde ou Frutas Variadas
Inhasã
Manga
Obaluaê / Omulu
Laranja Lima ou Abacaxi
Ibeji
Morango
Preto – Velho
Fruto do Café
Exu / Pomba-Gira
Cana de Açúcar, Lima e Limão
               Fonte: Tenda Espírita Caboclo Cobra Verde, 2001.

Introduzido no Ritual de Almas e Angola e complementando o ofertório às Entidades espirituais e aos Orixás, é entregue também no altar um prato contendo 16 acaçás.  Esse complemento faz parte da atual fase de Almas e Angola e foi acrescentado por Mãe Ida na camarinha de Vinte e Um Anos de Pai Evaldo.



Que a Divina Luz esteja entre nós 
Emidio de Ogum 
http://espadadeogum.blogspot.com 
RECOMENDE AQUI ESTE ARTIGO NO BOTÃO +1
publicado por espadadeogum às 23:04
link do post | comentar | favorito
|

Olubajé e o Ebomí de Obaluae









Olubajé é um ritual para Obaluaiê e somente é feito em casas de Candomblé e por lei em casa onde tenha um Ebomí de Obaluae ou que o proprio Zelador ou Zeladora seja deste Orixá.
Olubajé É Uma Palavra Iorubana E Que Significa Olú : Aquele Que ; Ba : Aceita ; Je : Comer . Nesta coluna mostrarei algumas Cantigas que são tocadas neste ritual juntamente com suas traduções. 
Olubajé
Diz uma lenda que Xango, um Rei muito vaidoso, deu uma grande festa em seu palácio e convidou todos os orixás, menos Obaluae, pois suas caracteristicas de pobre e de doente assustavam o rei do trovão. No meio do grande cerimônial todos os outros orixás começaram a dar falta do Orixá Rei da Terra e começaram a indagar o por que de sua ausência, até que um deles descobriu de que ele não havia sido convidado, todos se revoltaram e abandoram a festa indo a casa de Obalaue pedir desculpas, Obalaue se recusava a perdoar àquela ofensa até que chegou a um acordo, daria uma vez por ano uma festa em todos os orixás seriam reverenciados e este ofereceria comida a todos com tanto que Xango comesse aos seus pés e ele nos pés de Xango, nascia assim a cerimônia do olubajé. Porém muitas outras vão em desencontro com essa lenda, pois narram outros motivos o porquê que Xango e Ogum não se manifestarim no Olubajé.
Aqui vou narrar um pouco o que acontece nessa cerimônia:

Nesse dia todo o barracão, casa de candomblé, se encontra ornamentada na cor desse orixá, Obaluaê, devo ressaltar que essa é a única cerimônia dentro do candomblé que dispensa o Ipade, chega a hora e o Babalorixá ou a Yalorixá faz soar o adjá, a fila indiana se forma todos descalços, panelas de barro ornamentadas com faixas todas contendo comidas de todos os orixás com exceção do orixá Xango, a frente estará a Yalorixá ou o Babalorixá seguida por uma filha de Oyá carregando uma esteira, uma outra com um pote na cabeça contendo a bebida sagrada das cerimônia chamada de Aluá, mais 1 com um vasilhame de barro cheia de Ewe Lara (folha de mamona) a qual servirá de prato para as comidas, logo em seguida mais 21 pessoas ou 7, esses são os números das comidas oferecidas, estarão com vasilhames de barro na cabeça.
É importante ressalatar que todos, como numa cerimônia de um bori, inclusive os assistentes deverão estar descalços.
Nesse momento o Zelador(a) do culto entoa para os atabaques a seguinte cantiga:

“ Aráayé a je nbo , Olúbàje a je nbo
Aráayé a je nbo , Olúbàje a je nbo” 
Tradução:
Povo da terra, vamos comer e adorá-lo, o senhor aceitou comer.
Povo da terra, vamos comer e adorá-lo, o senhor aceitou comer.

A s esteiras são estendidas e ali depositadas as comidas que logo serão servida ao povo, todos continuam dançando em volta das comidas até que o último convidados termine seu "prato". os restos são depoistados em um vasilhame também colocado, préviamente, na mesa. quando o último termina sua refeição então o Zelador (a) senta-se num apoti e todos se ajoelham e entoam a reza de Obaluae comum do seu axé ou da sua casa, a mais popular é essa:

È é é ajeniníiyá, ajeniníiyá
Àgò ajeniníiyá
Máà kà lo, ajeniníiyá,
Ajínsùn aráaye, ó ló ìjeniníiyá
E wa ká ló
Sápadà aráaye, ló ìjeniníiyá,
E wa ká ló
Ìjeniníiyá aráaye

A vós punidor, te pedimos licença, não nos leve embora.
Ele pode castigar e levar-nos embora, mandar-nos embora de volta para o outro mundo( outro, o dos mortos).
Pode castigar e levar-nos embora, castigar nos humanos. 

Todos se ajoelham e um cântico em solo é ouvido de forma melodiosa e respondido pela audiência três vezes.Fora a voz humana, somente o Agogô , marca os intervalos entre cada estrofe.
A prece continua.....

Opeèré má dó péré Operé
Pássaro, símblo da vitória dos orixás do Daomé, encontrado sempre encontrado no alto da ferramenta de Ossãe) não ficará só

Ó bèré ké se
Ele começará a gritar.

Má dó há, má dó pèré
Partilhara sua comida,não ficará só

Opeèré má dó péré
Somente Operé não ficara só.

Ó bèré ké se
Ele proclamará a todos.

Má dó há, má dó pèré
Ele ficará e gritará, e não ficará só.

02

Don hòn há,
Em pé usarão barreiras contra feitiços,

Don hòn há é à,
Em pé se tornarão visíveis

Don hòn há é à,
e dividirão a sua comida

Don hòn há,
Em pé

Opèré má dó péré
Dó sú, màá dó é Operé
não ficará só

Dó sú, màá dó , Dó sú, màá dó
ficará cansado, ficará bem

Dó sú, màá má n'gbé
ficará cansado e será ajudado.

Ayò kégbe hún hún
Contende gritara, sim, sim

Ayò kégbe hún hún

........ Todos batem palmas pausadamente – paó – saudando Obaluaiê.

Logo em seguida é cantado com voz forte e cheia de entusiasmo, esta frase melodiosa ecoa.

O conjunto dos participantes se levantan e cantan:

Omolú Kíí bèrú jà
Omolu não teme a briga.

Kòlòbó se a je nbo
Em sua pequena cabaça traz axé e feitiço, vamos comer cultuando-o

Kòlòbó se a je nbo
Kòlòbó se a je nbo

Aráayé.
todos juntos

Nesse momento todos os vasilhmes começam a ser retirados e as pessoas que os trouxeram, novamente tomam seus lugares na fila indiana para recebê-los de volta, agora ao invés de colorem em suas cabeças, os colocam em seus ombros esquerdos, acredito eu, que no fundo seri porque o Olubajé seria o ebó das nossas casa de santo e dos nossos corpos. Todos dançando levam para o quarto de obaluae, onde os vasilhames ficarão até a hora de seus despachos.




Que a Divina Luz esteja entre nós 
Emidio de Ogum 
http://espadadeogum.blogspot.com 
RECOMENDE AQUI ESTE ARTIGO NO BOTÃO +1
publicado por espadadeogum às 22:52
link do post | comentar | favorito
|

Olubajé e o Ebomí de Obaluae









Olubajé é um ritual para Obaluaiê e somente é feito em casas de Candomblé e por lei em casa onde tenha um Ebomí de Obaluae ou que o proprio Zelador ou Zeladora seja deste Orixá.
Olubajé É Uma Palavra Iorubana E Que Significa Olú : Aquele Que ; Ba : Aceita ; Je : Comer . Nesta coluna mostrarei algumas Cantigas que são tocadas neste ritual juntamente com suas traduções. 
Olubajé
Diz uma lenda que Xango, um Rei muito vaidoso, deu uma grande festa em seu palácio e convidou todos os orixás, menos Obaluae, pois suas caracteristicas de pobre e de doente assustavam o rei do trovão. No meio do grande cerimônial todos os outros orixás começaram a dar falta do Orixá Rei da Terra e começaram a indagar o por que de sua ausência, até que um deles descobriu de que ele não havia sido convidado, todos se revoltaram e abandoram a festa indo a casa de Obalaue pedir desculpas, Obalaue se recusava a perdoar àquela ofensa até que chegou a um acordo, daria uma vez por ano uma festa em todos os orixás seriam reverenciados e este ofereceria comida a todos com tanto que Xango comesse aos seus pés e ele nos pés de Xango, nascia assim a cerimônia do olubajé. Porém muitas outras vão em desencontro com essa lenda, pois narram outros motivos o porquê que Xango e Ogum não se manifestarim no Olubajé.
Aqui vou narrar um pouco o que acontece nessa cerimônia:

Nesse dia todo o barracão, casa de candomblé, se encontra ornamentada na cor desse orixá, Obaluaê, devo ressaltar que essa é a única cerimônia dentro do candomblé que dispensa o Ipade, chega a hora e o Babalorixá ou a Yalorixá faz soar o adjá, a fila indiana se forma todos descalços, panelas de barro ornamentadas com faixas todas contendo comidas de todos os orixás com exceção do orixá Xango, a frente estará a Yalorixá ou o Babalorixá seguida por uma filha de Oyá carregando uma esteira, uma outra com um pote na cabeça contendo a bebida sagrada das cerimônia chamada de Aluá, mais 1 com um vasilhame de barro cheia de Ewe Lara (folha de mamona) a qual servirá de prato para as comidas, logo em seguida mais 21 pessoas ou 7, esses são os números das comidas oferecidas, estarão com vasilhames de barro na cabeça.
É importante ressalatar que todos, como numa cerimônia de um bori, inclusive os assistentes deverão estar descalços.
Nesse momento o Zelador(a) do culto entoa para os atabaques a seguinte cantiga:

“ Aráayé a je nbo , Olúbàje a je nbo
Aráayé a je nbo , Olúbàje a je nbo” 
Tradução:
Povo da terra, vamos comer e adorá-lo, o senhor aceitou comer.
Povo da terra, vamos comer e adorá-lo, o senhor aceitou comer.

A s esteiras são estendidas e ali depositadas as comidas que logo serão servida ao povo, todos continuam dançando em volta das comidas até que o último convidados termine seu "prato". os restos são depoistados em um vasilhame também colocado, préviamente, na mesa. quando o último termina sua refeição então o Zelador (a) senta-se num apoti e todos se ajoelham e entoam a reza de Obaluae comum do seu axé ou da sua casa, a mais popular é essa:

È é é ajeniníiyá, ajeniníiyá
Àgò ajeniníiyá
Máà kà lo, ajeniníiyá,
Ajínsùn aráaye, ó ló ìjeniníiyá
E wa ká ló
Sápadà aráaye, ló ìjeniníiyá,
E wa ká ló
Ìjeniníiyá aráaye

A vós punidor, te pedimos licença, não nos leve embora.
Ele pode castigar e levar-nos embora, mandar-nos embora de volta para o outro mundo( outro, o dos mortos).
Pode castigar e levar-nos embora, castigar nos humanos. 

Todos se ajoelham e um cântico em solo é ouvido de forma melodiosa e respondido pela audiência três vezes.Fora a voz humana, somente o Agogô , marca os intervalos entre cada estrofe.
A prece continua.....

Opeèré má dó péré Operé
Pássaro, símblo da vitória dos orixás do Daomé, encontrado sempre encontrado no alto da ferramenta de Ossãe) não ficará só

Ó bèré ké se
Ele começará a gritar.

Má dó há, má dó pèré
Partilhara sua comida,não ficará só

Opeèré má dó péré
Somente Operé não ficara só.

Ó bèré ké se
Ele proclamará a todos.

Má dó há, má dó pèré
Ele ficará e gritará, e não ficará só.

02

Don hòn há,
Em pé usarão barreiras contra feitiços,

Don hòn há é à,
Em pé se tornarão visíveis

Don hòn há é à,
e dividirão a sua comida

Don hòn há,
Em pé

Opèré má dó péré
Dó sú, màá dó é Operé
não ficará só

Dó sú, màá dó , Dó sú, màá dó
ficará cansado, ficará bem

Dó sú, màá má n'gbé
ficará cansado e será ajudado.

Ayò kégbe hún hún
Contende gritara, sim, sim

Ayò kégbe hún hún

........ Todos batem palmas pausadamente – paó – saudando Obaluaiê.

Logo em seguida é cantado com voz forte e cheia de entusiasmo, esta frase melodiosa ecoa.

O conjunto dos participantes se levantan e cantan:

Omolú Kíí bèrú jà
Omolu não teme a briga.

Kòlòbó se a je nbo
Em sua pequena cabaça traz axé e feitiço, vamos comer cultuando-o

Kòlòbó se a je nbo
Kòlòbó se a je nbo

Aráayé.
todos juntos

Nesse momento todos os vasilhmes começam a ser retirados e as pessoas que os trouxeram, novamente tomam seus lugares na fila indiana para recebê-los de volta, agora ao invés de colorem em suas cabeças, os colocam em seus ombros esquerdos, acredito eu, que no fundo seri porque o Olubajé seria o ebó das nossas casa de santo e dos nossos corpos. Todos dançando levam para o quarto de obaluae, onde os vasilhames ficarão até a hora de seus despachos.




Que a Divina Luz esteja entre nós 
Emidio de Ogum 
http://espadadeogum.blogspot.com 
RECOMENDE AQUI ESTE ARTIGO NO BOTÃO +1
publicado por espadadeogum às 22:52
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 2 de Julho de 2012

Crianças Índigo e Crianças Cristais



Marcamos um novo ciclo na vida da terra, nós espíritas, sabemos que existem um outro lado, e vamos mais além, temos uma segunda chance, Deus esta olhando por nós, e tanta coisa errada, comportamentos errados, que resolveu mandar estas crianças especiais para abrandar e ensinar novos rumos a nossa civilização, crianças nascendo com mais critérios na vida, com mais amor ao próximo e a natureza, crianças mais puras, transformando nosso planeta, a alguns anos atrás, recebi a incumbência de anunciar através de uma entidade sobre quem governa espiritualmente estas crianças, sem nenhuma surpresa foi comunicado que São francisco de Asis e o governante das crianças Índigos e Cristais. 





e Cristais.
Texto de Pai Emidio de Ogum


Conheça um pouco sobre estas crianças índigo e cristal: de Ogum


A partir da década de 80, elas começaram a chegar, mais e mais. São crianças espectaculares, que chegam para ajudar a Humanidade na transformação social, educacional, familiar e espiritual de todo o planeta, independente das fronteiras e das classes sociais. Estas crianças são como catalisadores da nova consciência e vêm desencadear as reacções necessárias para as transformações.






Estas crianças possuem uma estrutura cerebral diferente naquilo que toca ao uso das potencialidades dos hemisférios esquerdo (menos) e direito (mais). Isso quer dizer que elas vão além do plano intelectual, sendo que no plano comportamental está o foco do seu brilho. Elas exigem do ambiente em volta delas certas características que não são comuns ou autênticas nas sociedades actuais. Elas ajudar-nos-ão a destituir dois paradigmas da humanidade:
ô     elas ajudar-nos-ão a diminuir o distanciamento entre o PENSAR e o AGIR. Hoje na nossa sociedade todos sabem o que é certo ou errado. No entanto, nós frequentemente agimos diferentemente do que pensamos. Dessa maneira, estas crianças vão nos induzir a diminuir este distanciamento gerando assim uma sociedade mais autêntica, transparente, verdadeira, com maior confiança nos inter-relacionamentos;
ô elas também nos ajudarão a mudar o foco do EU para o PRÓXIMO, inicialmente a partir do restabelecimento da autenticidade e confiança da humanidade, que são pré-requisitos para que possamos respeitar e considerar mais o próximo do que a nós mesmos. Como consequência, teremos a diminuição do egoísmo, da inveja, das exclusões, resultando numa maior solidariedade, partilha e cooperação entre todos os seres.
Talvez esteja a questionar-se: como é que estas crianças vão fazer tal transformação?
Através do questionamento e transformação de todas as entidades rígidas que as circundam. Começando pela Família, que hoje se baseia na imposição de regras, sem tempo de dedicação, sem autenticidade, sem explicações, sem informação, sem escolha e sem negociação. Estas crianças simplesmente não respondem a estas estruturas rígidas porque para elas é imprescindível haver opções, relações verdadeiras e muita negociação. Elas não aceitam serem enganadas porque elas têm uma "intuição" nata para perceber as verdadeiras intenções e, mais, não têm medo. Portanto, intimidá-las não traz qualquer resultado, porque elas sempre encontrarão uma maneira de obter a verdade. Elas percebem as verdadeiras intenções e as fraquezas dos adultos.
A segunda entidade vulnerável à acção dos Índigos é a Escola. Hoje o modelo de ensino tem um carácter impositivo sem muita interacção, sem tempo para escutar e sem a participação dos estudantes. Simplesmente este modelo é incompatível com os Índigos, sendo que este é o pior dos conflitos para eles, muitas vezes superior ao existente na Família, principalmente pela falta de vínculos afectivos e amorosos. Como elas possuem um estrutura mental diferente, elas resolvem problemas vulgares de uma maneira diferente, além de encontrar formas diferentes de raciocínio que abalam o modelo actual de ensino.
Assim, através do questionamento, elas influenciarão todas as demais entidades, tais como: o mercado de trabalho, a cidadania, as relações interpessoais, as relações amorosas e até as instituições espirituais/religiosas, pois elas são essencialmente dirigidas pelo hemisfério direito.
Infelizmente, a missão dos Índigo é muito difícil, pois sofrerá rejeição de algumas entidades da nossa sociedade. Antes dos anos 80, os Índigos morriam muito cedo porque a frequência de energia do planeta não lhes era favorável. Depois da nova frequência e com um montante maior de crianças, elas começaram a causar transformações maravilhosas no nosso planeta e em breve, após uma geração, nós poderemos perceber claramente as modificações. 
Algumas "dicas" para reconhecer os Índigos 
* Têm alta sensibilidade * Têm excessivo montante de energia* Distraem-se facilmente
* Têm baixo poder de concentração
* Requerem emocionalmente estabilidade e segurança dos adultos * Resistem à autoridade se não for democraticamente orientada * Possuem maneiras preferenciais na aprendizagem particularmente na leitura e matemática * Aprendem através do nível de explicação, resistindo à memorização mecânica ou a serem simplesmente ouvintes* Não conseguem ficar quietas ou sentadas, a menos que estejam envolvidas em alguma coisa do seu interesse * São muito compassivas; têm muitos medos tais como a morte e a perda dos amados
* Se elas experimentarem muito cedo decepção ou falha, podem desistir e desenvolver um bloqueio permanente.

O que é uma Criança Índigo?
Uma Criança Índigo é aquela que apresenta um novo e incomum conjunto de atributos psicológicos e mostra um padrão de comportamento geralmente não documentado ainda. Esse padrão tem factores comuns e únicos que sugerem que aqueles que interagem com elas (pais em particular) mudam o seu tratamento e orientação com o objectivo de obter o equilíbrio. Ignorar esses novos padrões é potencialmente criar desequilíbrio e frustração na mente desta preciosa nova vida. 
Porquê a designação «índigo»?
O termo "Crianças Índigo" vem da cor da aura destas crianças. Existe uma amiga dos autores acima citados, cujo nome é Nancy Ann Tappe, autora do livro "Entendendo a Sua Vida Através da Cor", que pode observar a aura destas crianças, notando uma cor azul forte. Nesse livro estão as primeiras informações sobre o que ela titulou de Crianças Índigo. 
Segundo Nancy, 80% das crianças nascidas depois de 1980 são Índigos. Há quem as designe de "Criança Estrela" ou "Crianças Azuis", mas foi através do trabalho de Nancy que elas passaram a designar-se "Crianças Índigo".

Na pesquisa sobre as Crianças Índigo, alguma coisa se tornou quase aparente para os autores/investigadores: embora estas crianças formem um grupo relativamente novo, a sua sabedoria sem idade está a mostrar uma nova e mais amável maneira de estar, não só com elas mesmas, mas com cada um de nós.
Existem vários Tipos de Índigo, mas na lista a seguir podemos observar alguns dos padrões de comportamento mais comuns:* vêm ao mundo com um sentimento de realeza e frequentemente agem desta forma. * têm um sentimento de "desejar estar aqui" e ficam surpresas quando os outros não compartilham isso. * a auto-valorização não é uma grande característica, frequentemente perguntam aos pais quem elas são, de onde vieram. * têm dificuldades com autoridade absoluta sem explicações e escolha.simplesmente não farão certas coisas; por exemplo, esperarem quietas é difícil para elas. * tornam-se frustradas com sistemas ritualmente orientados e que não necessitam de pensamento criativo.
* frequentemente encontram uma maneira melhor de fazer as coisas, tanto em casa como na escola, o que as faz parecer como questionadores dos sistemas (inconformistas com qualquer sistema). parecem anti-sociais a menos que estejam com outras do mesmo tipo.
* se não existem outras crianças com um nível de consciência semelhante à sua volta, elas frequentemente tornam-se introvertidas, sentindo-se como se ninguém as entendesse. * a escola é frequentemente difícil para elas do ponto de vista social. * não respondem à pressão por culpa do tipo: "Espera até o teu pai chegar e descobrir o que fizeste!".* não são tímidas quando precisam de fazer os adultos perceberem o que elas necessitam. 





Nós vamos descrever as particularidades e principais características destas pessoas. Mas queremos destacar que o fenómeno Indigo/Cristal é o próximo passo na nossa evolução como espécie humana. Nós estamos todos, de certa maneira, nos tornando Indigos e Cristais. Elas estão aqui para nos mostrar o caminho, e por isso a informação pode no geral ser aplicada a todos nós, à medida que nós fazemos a transição para a próxima etapa do nosso crescimento e evolução.
chloe.jpgAs Crianças Indigo têm encarnado na Terra nos ultimos 100 anos. Os primeiros Indigos eram pioneiros e mostradores de caminho. Depois da Segunda Guerra Mundial, nasceram um numero significante delas, e estes são os adultos Indigo de hoje. No entanto, na década 70 uma onda grande de Indigos nasceu, e por isso agora temos uma geração inteira de Indigos que estão agora nos fins dos seus vinte anos e no principio dos seus trinta anos e que irão tomar o seu lugar como lideres deste mundo. Os Indigos continuaram a nascer até mais ou menos o ano 2000, com mais habilidades e maior grau de sofisticação tecnológico e criativo.
sarah.jpgAs Crianças Cristais começaram a aparecer no planeta a partir de 2000, embora alguns digam que começaram a aparecer um pouco mais cedo. Estas crianças são extremamente poderosas, e o objetivo principal delas é levar-nos ao próximo nível de evolução, para revelar-nos o nosso poder interior e divindade. Elas funcionam como uma consciência de grupo em vez de individuais, e vivem pela "Lei da Unidade" ou Consciência de Unidade. Elas são uma poderosa força de amor e de paz no planeta.
Os Adultos Indigos e Cristais são compostos de dois grupos. Em primeiro, existe aqueles que nasceram como Indigos e que estão agora fazendo a transição para Cristais. Isto quer dizer que eles passarão por uma transformação espiritual e fisica que acorda a sua consciência "Cristica" ou "Cristal" e que os liga às Crianças Cristais como parte da onda evolucionária de mudança. O segundo grupo são aqueles que nasceram sem estas qualidades, mas que as adquiriram trabalhando arduamente e seguindo diligentemente um caminho espiritual. Sim, isto quer dizer que todos nós temos o potencial de ser parte deste "grupo" emergente de "anjos humanos".
O seguinte extrato descreve a diferença entre Crianças Cristais e Indigos. É do artigo "Crianças Indigos e Cristais" da Doreen Virtue:
A primeira coisa que a maior parte das pessoas observa nas Crianças Cristais são os seus olhos, grandes, penetrantes, e a sua imensa sabedoria. Os olhos delas fixam-se em você e te hipnotizam, enquanto você chega à conclusão que a sua alma está sendo revelada para a criança. Talvez tenha se apercebido desta nova e especial "raça" de crianças que está a povoar rapidamente o nosso planeta. Elas são felizes, encantadoras e inclinadas ao perdão. Esta geração nova de "trabalhadores de luz", tem idades mais ou menos entre os 0 a sete, e são totalmente diferentes das gerações anteriores. Sendo ideal em vários aspectos, elas apontam na direção para onde a humanidade está se dirigindo... e é uma ótima direção!
As crianças mais velhas (aproximadamente com a idade entre os 7 e 25), e que se chamam "Crianças Indigo", partilham algumas caracteristicas com as Crianças Cristais. As duas gerações são bastante sensiveis e psiquicas, e têm objetivos de vida importantes. A maior diferença é o seu temperamento. Indigos têm um espirito de guerreiro, porque o seu propósito coletivo é de esmagar os velhos sistemas que já são inúteis. Elas estão aqui para pôr termo aos sistemas de governo, educacionais e legais que não têm integridade. Para fazer isto elas precisam de temperamentos e determinação impetuosa.
Aqueles adultos que resistem a mudança e que dão valor à conformidade, podem não perceber os Indigos. Elas são frequentemente e erradamente classificadas com diagnósticos psiquiátricos de Transtorno do Déficit de Atenção com HiperAtividade (TDAH) ou Transtorno do Déficit de Atenção (TDA). Infelizmente, porque elas são medicadas, as Indigos frequentemente perdem a sua bela sensibilidade, dádivas espirituais e energia de guerreiro.... Em contraste, as Crianças Cristais são bem-aventuradas e de temperamento uniforme. Claro, podem ter ataques de fúria ocasionalmente, mas a maior parte destas crianças são inclinadas ao perdão e tranquilas. As Cristais são a geração que beneficia da precursão dos Indigos. Primeiro, as Crianças Indigos lideram com uma machete, cortando tudo que não tem integridade. Depois as Crianças Cristais seguem o caminho aberto para um mundo mais seguro e protegido.
Os termos "Indigo" e "Cristal" foram dados a estas gerações porque eles descrevem com precisão as suas cores de aura e de padrões de energia. As Crianças Indigos têm bastante azul-indigo nas suas auras. Esta é a cor do "chacra do terceiro olho", que é o centro de energia localizado na cabeça entre as sobrancelhas. Este chacra regula clarividência, ou a habilidade de se ver energia, visões, e espiritos. Muitas das Crianças Indigos são clarividentes.
As Crianças Cristais têm auras opalescentes, com matizes lindas de pastel com côres múltiplas. Esta geração também demonstra uma fascinação por cristais e pedras.....
As Crianças Indigo podem sentir desonestidade, como um cão pode sentir medo. As Indigos sabem quando estão mentindo para eles, sendo manipuladas, ou sendo tratadas de forma condescendente. E como o seu propósito coletivo é nos introduzir a um novo mundo de integridade, os seus detectores interiores de mentiras são indispensáveis. Com mencionei antes, alguns adultos sentem-se ameaçados por este espirito de guerreiro. E as Indigos são incapazes de se conformar com situações disfuncionais em casa, trabalho ou escola. Elas não têm a habilidade de se desassociar dos seus sentimentos e fingir que está tudo bem... a não ser que estejam medicadas ou com sedativos.
Os dons espirituais inatos das Crianças Cristais são também mal compreendidos. Especificamente, as suas habilidades telepáticas, que as levam a falar mais tarde na vida.
No novo mundo que os Indigos estão introduzindo a nós, estaremos muito mais conscientes dos nossos pensamentos e sentimentos intuitivos. Não contaremos tanto com a palavra escrita ou falada. A comunicação será mais rápida, mais direta e mais honesta, pois será de mente para mente. Já nesta altura podemos ver um número de pessoas, e está a aumentar, que estão a tomar contacto com as suas habilidades psiquicas. O nosso interesse no paranormal nunca esteve tão alto, acompanhado por livros, programas de televisão, e filmes sobre o tópico.
Por isso, não é surpreendente que a geração que se segue aos Indigos, seja incrivelmente telepática. Muitas das Crianças Cristais têm padrões de fala retardada, e não é incomum para elas esperarem até terem 3 ou quatro anos para começar a falar. Mas pais dizem-me que não têm problema nenhum em comunicar com as suas crianças silenciosas. Muito longe disso! Os pais metem-se em conversa mental com as suas Crianças Cristais. E as Cristais usam uma combinação de telepatia, de linguagem gestual própria, e de sons (incluindo canção) para transmitir o seu ponto de vista.
A dificuldade começa quando as Cristais são julgadas por médicos ou educadores como tendo padrões de fala "anormais". Não é coincidência que à medida que o número de Crianças Cristais nascidas aumenta, que o número de diagnósticos de autismo atinge um número recorde.
É verdade que as Crianças Cristais são diferentes das outras gerações. Mas porque é que temos de encontrar razões patológicas para estas diferenças? Se as crianças estão se comunicando com sucesso em casa, e os pais não estão reportando nenhum problema... porque tentar criar problemas? O critério para diagnosticar o autismo é bastante claro. Declara que uma pessoa autista vive no seu próprio mundo, e está desligada das outras pessoas. A pessoa autista não fala por causa de um desinteresse em comunicar com outras pessoas.
As Crianças Cristais são totalmente o oposto. Elas são consideradas como uns dos seres mais ligados, mais comunicativos, mais carinhosos e mais amorosos de qualquer uma das gerações. Também são bastante filosóficas e têm dons espirituais. E elas exibem niveís nunca vistos de bondade e sensibilidade para este mundo. As Crianças Cristais espontaneamente abraçam e preocupam-se com pessoas carentes. Uma pessoa austista não faria isso!
No meu livro "A educação e alimentação das Crianças Cristais", eu escrevi que ADHD (que em português é TDAH para Transtorno do Déficit de Atenção com HiperAtividade) devia significar "Atenção Ligada a uma Dimensão Superior". Isto descreve mais exactamente esta geração. Na mesma veia, as Crianças Cristais não justificam um rótulo de autismo. Elas não são autistas! Elas são FANTÁSTICAS!
Estas crianças merecem respeito, e não rótulos de disfunção. Se há alguém que é disfuncional, são os sistemas que não estão se acomodando a evolução continua da espécie humana. Se nós envergonhamos as nossas crianças com rótulos, ou se as submetemos por medicação, então teremos enfraquecido insidiosamente uma dadiva mandada pelos céus. Nós esmagaremos uma civilização antes que tenha tempo de formar raízes. Afortunadamente, há muitas soluções positivas e alternativas. E o mesmo céu que nos mandou as Crianças Cristais pode nos assistir, nós que defendemos estas crianças.




Que a Divina Luz esteja entre nós 
Emidio de Ogum http://espadadeogum.blogspot.com 
RECOMENDE AQUI ESTE ARTIGO NO BOTÃO +1
publicado por espadadeogum às 09:20
link do post | comentar | favorito
|

Crianças Índigo e Crianças Cristais



Marcamos um novo ciclo na vida da terra, nós espíritas, sabemos que existem um outro lado, e vamos mais além, temos uma segunda chance, Deus esta olhando por nós, e tanta coisa errada, comportamentos errados, que resolveu mandar estas crianças especiais para abrandar e ensinar novos rumos a nossa civilização, crianças nascendo com mais critérios na vida, com mais amor ao próximo e a natureza, crianças mais puras, transformando nosso planeta, a alguns anos atrás, recebi a incumbência de anunciar através de uma entidade sobre quem governa espiritualmente estas crianças, sem nenhuma surpresa foi comunicado que São francisco de Asis e o governante das crianças Índigos e Cristais. 





e Cristais.
Texto de Pai Emidio de Ogum


Conheça um pouco sobre estas crianças índigo e cristal: de Ogum


A partir da década de 80, elas começaram a chegar, mais e mais. São crianças espectaculares, que chegam para ajudar a Humanidade na transformação social, educacional, familiar e espiritual de todo o planeta, independente das fronteiras e das classes sociais. Estas crianças são como catalisadores da nova consciência e vêm desencadear as reacções necessárias para as transformações.






Estas crianças possuem uma estrutura cerebral diferente naquilo que toca ao uso das potencialidades dos hemisférios esquerdo (menos) e direito (mais). Isso quer dizer que elas vão além do plano intelectual, sendo que no plano comportamental está o foco do seu brilho. Elas exigem do ambiente em volta delas certas características que não são comuns ou autênticas nas sociedades actuais. Elas ajudar-nos-ão a destituir dois paradigmas da humanidade:
ô     elas ajudar-nos-ão a diminuir o distanciamento entre o PENSAR e o AGIR. Hoje na nossa sociedade todos sabem o que é certo ou errado. No entanto, nós frequentemente agimos diferentemente do que pensamos. Dessa maneira, estas crianças vão nos induzir a diminuir este distanciamento gerando assim uma sociedade mais autêntica, transparente, verdadeira, com maior confiança nos inter-relacionamentos;
ô elas também nos ajudarão a mudar o foco do EU para o PRÓXIMO, inicialmente a partir do restabelecimento da autenticidade e confiança da humanidade, que são pré-requisitos para que possamos respeitar e considerar mais o próximo do que a nós mesmos. Como consequência, teremos a diminuição do egoísmo, da inveja, das exclusões, resultando numa maior solidariedade, partilha e cooperação entre todos os seres.
Talvez esteja a questionar-se: como é que estas crianças vão fazer tal transformação?
Através do questionamento e transformação de todas as entidades rígidas que as circundam. Começando pela Família, que hoje se baseia na imposição de regras, sem tempo de dedicação, sem autenticidade, sem explicações, sem informação, sem escolha e sem negociação. Estas crianças simplesmente não respondem a estas estruturas rígidas porque para elas é imprescindível haver opções, relações verdadeiras e muita negociação. Elas não aceitam serem enganadas porque elas têm uma "intuição" nata para perceber as verdadeiras intenções e, mais, não têm medo. Portanto, intimidá-las não traz qualquer resultado, porque elas sempre encontrarão uma maneira de obter a verdade. Elas percebem as verdadeiras intenções e as fraquezas dos adultos.
A segunda entidade vulnerável à acção dos Índigos é a Escola. Hoje o modelo de ensino tem um carácter impositivo sem muita interacção, sem tempo para escutar e sem a participação dos estudantes. Simplesmente este modelo é incompatível com os Índigos, sendo que este é o pior dos conflitos para eles, muitas vezes superior ao existente na Família, principalmente pela falta de vínculos afectivos e amorosos. Como elas possuem um estrutura mental diferente, elas resolvem problemas vulgares de uma maneira diferente, além de encontrar formas diferentes de raciocínio que abalam o modelo actual de ensino.
Assim, através do questionamento, elas influenciarão todas as demais entidades, tais como: o mercado de trabalho, a cidadania, as relações interpessoais, as relações amorosas e até as instituições espirituais/religiosas, pois elas são essencialmente dirigidas pelo hemisfério direito.
Infelizmente, a missão dos Índigo é muito difícil, pois sofrerá rejeição de algumas entidades da nossa sociedade. Antes dos anos 80, os Índigos morriam muito cedo porque a frequência de energia do planeta não lhes era favorável. Depois da nova frequência e com um montante maior de crianças, elas começaram a causar transformações maravilhosas no nosso planeta e em breve, após uma geração, nós poderemos perceber claramente as modificações. 
Algumas "dicas" para reconhecer os Índigos 
* Têm alta sensibilidade * Têm excessivo montante de energia* Distraem-se facilmente
* Têm baixo poder de concentração
* Requerem emocionalmente estabilidade e segurança dos adultos * Resistem à autoridade se não for democraticamente orientada * Possuem maneiras preferenciais na aprendizagem particularmente na leitura e matemática * Aprendem através do nível de explicação, resistindo à memorização mecânica ou a serem simplesmente ouvintes* Não conseguem ficar quietas ou sentadas, a menos que estejam envolvidas em alguma coisa do seu interesse * São muito compassivas; têm muitos medos tais como a morte e a perda dos amados
* Se elas experimentarem muito cedo decepção ou falha, podem desistir e desenvolver um bloqueio permanente.

O que é uma Criança Índigo?
Uma Criança Índigo é aquela que apresenta um novo e incomum conjunto de atributos psicológicos e mostra um padrão de comportamento geralmente não documentado ainda. Esse padrão tem factores comuns e únicos que sugerem que aqueles que interagem com elas (pais em particular) mudam o seu tratamento e orientação com o objectivo de obter o equilíbrio. Ignorar esses novos padrões é potencialmente criar desequilíbrio e frustração na mente desta preciosa nova vida. 
Porquê a designação «índigo»?
O termo "Crianças Índigo" vem da cor da aura destas crianças. Existe uma amiga dos autores acima citados, cujo nome é Nancy Ann Tappe, autora do livro "Entendendo a Sua Vida Através da Cor", que pode observar a aura destas crianças, notando uma cor azul forte. Nesse livro estão as primeiras informações sobre o que ela titulou de Crianças Índigo. 
Segundo Nancy, 80% das crianças nascidas depois de 1980 são Índigos. Há quem as designe de "Criança Estrela" ou "Crianças Azuis", mas foi através do trabalho de Nancy que elas passaram a designar-se "Crianças Índigo".

Na pesquisa sobre as Crianças Índigo, alguma coisa se tornou quase aparente para os autores/investigadores: embora estas crianças formem um grupo relativamente novo, a sua sabedoria sem idade está a mostrar uma nova e mais amável maneira de estar, não só com elas mesmas, mas com cada um de nós.
Existem vários Tipos de Índigo, mas na lista a seguir podemos observar alguns dos padrões de comportamento mais comuns:* vêm ao mundo com um sentimento de realeza e frequentemente agem desta forma. * têm um sentimento de "desejar estar aqui" e ficam surpresas quando os outros não compartilham isso. * a auto-valorização não é uma grande característica, frequentemente perguntam aos pais quem elas são, de onde vieram. * têm dificuldades com autoridade absoluta sem explicações e escolha.simplesmente não farão certas coisas; por exemplo, esperarem quietas é difícil para elas. * tornam-se frustradas com sistemas ritualmente orientados e que não necessitam de pensamento criativo.
* frequentemente encontram uma maneira melhor de fazer as coisas, tanto em casa como na escola, o que as faz parecer como questionadores dos sistemas (inconformistas com qualquer sistema). parecem anti-sociais a menos que estejam com outras do mesmo tipo.
* se não existem outras crianças com um nível de consciência semelhante à sua volta, elas frequentemente tornam-se introvertidas, sentindo-se como se ninguém as entendesse. * a escola é frequentemente difícil para elas do ponto de vista social. * não respondem à pressão por culpa do tipo: "Espera até o teu pai chegar e descobrir o que fizeste!".* não são tímidas quando precisam de fazer os adultos perceberem o que elas necessitam. 





Nós vamos descrever as particularidades e principais características destas pessoas. Mas queremos destacar que o fenómeno Indigo/Cristal é o próximo passo na nossa evolução como espécie humana. Nós estamos todos, de certa maneira, nos tornando Indigos e Cristais. Elas estão aqui para nos mostrar o caminho, e por isso a informação pode no geral ser aplicada a todos nós, à medida que nós fazemos a transição para a próxima etapa do nosso crescimento e evolução.
chloe.jpgAs Crianças Indigo têm encarnado na Terra nos ultimos 100 anos. Os primeiros Indigos eram pioneiros e mostradores de caminho. Depois da Segunda Guerra Mundial, nasceram um numero significante delas, e estes são os adultos Indigo de hoje. No entanto, na década 70 uma onda grande de Indigos nasceu, e por isso agora temos uma geração inteira de Indigos que estão agora nos fins dos seus vinte anos e no principio dos seus trinta anos e que irão tomar o seu lugar como lideres deste mundo. Os Indigos continuaram a nascer até mais ou menos o ano 2000, com mais habilidades e maior grau de sofisticação tecnológico e criativo.
sarah.jpgAs Crianças Cristais começaram a aparecer no planeta a partir de 2000, embora alguns digam que começaram a aparecer um pouco mais cedo. Estas crianças são extremamente poderosas, e o objetivo principal delas é levar-nos ao próximo nível de evolução, para revelar-nos o nosso poder interior e divindade. Elas funcionam como uma consciência de grupo em vez de individuais, e vivem pela "Lei da Unidade" ou Consciência de Unidade. Elas são uma poderosa força de amor e de paz no planeta.
Os Adultos Indigos e Cristais são compostos de dois grupos. Em primeiro, existe aqueles que nasceram como Indigos e que estão agora fazendo a transição para Cristais. Isto quer dizer que eles passarão por uma transformação espiritual e fisica que acorda a sua consciência "Cristica" ou "Cristal" e que os liga às Crianças Cristais como parte da onda evolucionária de mudança. O segundo grupo são aqueles que nasceram sem estas qualidades, mas que as adquiriram trabalhando arduamente e seguindo diligentemente um caminho espiritual. Sim, isto quer dizer que todos nós temos o potencial de ser parte deste "grupo" emergente de "anjos humanos".
O seguinte extrato descreve a diferença entre Crianças Cristais e Indigos. É do artigo "Crianças Indigos e Cristais" da Doreen Virtue:
A primeira coisa que a maior parte das pessoas observa nas Crianças Cristais são os seus olhos, grandes, penetrantes, e a sua imensa sabedoria. Os olhos delas fixam-se em você e te hipnotizam, enquanto você chega à conclusão que a sua alma está sendo revelada para a criança. Talvez tenha se apercebido desta nova e especial "raça" de crianças que está a povoar rapidamente o nosso planeta. Elas são felizes, encantadoras e inclinadas ao perdão. Esta geração nova de "trabalhadores de luz", tem idades mais ou menos entre os 0 a sete, e são totalmente diferentes das gerações anteriores. Sendo ideal em vários aspectos, elas apontam na direção para onde a humanidade está se dirigindo... e é uma ótima direção!
As crianças mais velhas (aproximadamente com a idade entre os 7 e 25), e que se chamam "Crianças Indigo", partilham algumas caracteristicas com as Crianças Cristais. As duas gerações são bastante sensiveis e psiquicas, e têm objetivos de vida importantes. A maior diferença é o seu temperamento. Indigos têm um espirito de guerreiro, porque o seu propósito coletivo é de esmagar os velhos sistemas que já são inúteis. Elas estão aqui para pôr termo aos sistemas de governo, educacionais e legais que não têm integridade. Para fazer isto elas precisam de temperamentos e determinação impetuosa.
Aqueles adultos que resistem a mudança e que dão valor à conformidade, podem não perceber os Indigos. Elas são frequentemente e erradamente classificadas com diagnósticos psiquiátricos de Transtorno do Déficit de Atenção com HiperAtividade (TDAH) ou Transtorno do Déficit de Atenção (TDA). Infelizmente, porque elas são medicadas, as Indigos frequentemente perdem a sua bela sensibilidade, dádivas espirituais e energia de guerreiro.... Em contraste, as Crianças Cristais são bem-aventuradas e de temperamento uniforme. Claro, podem ter ataques de fúria ocasionalmente, mas a maior parte destas crianças são inclinadas ao perdão e tranquilas. As Cristais são a geração que beneficia da precursão dos Indigos. Primeiro, as Crianças Indigos lideram com uma machete, cortando tudo que não tem integridade. Depois as Crianças Cristais seguem o caminho aberto para um mundo mais seguro e protegido.
Os termos "Indigo" e "Cristal" foram dados a estas gerações porque eles descrevem com precisão as suas cores de aura e de padrões de energia. As Crianças Indigos têm bastante azul-indigo nas suas auras. Esta é a cor do "chacra do terceiro olho", que é o centro de energia localizado na cabeça entre as sobrancelhas. Este chacra regula clarividência, ou a habilidade de se ver energia, visões, e espiritos. Muitas das Crianças Indigos são clarividentes.
As Crianças Cristais têm auras opalescentes, com matizes lindas de pastel com côres múltiplas. Esta geração também demonstra uma fascinação por cristais e pedras.....
As Crianças Indigo podem sentir desonestidade, como um cão pode sentir medo. As Indigos sabem quando estão mentindo para eles, sendo manipuladas, ou sendo tratadas de forma condescendente. E como o seu propósito coletivo é nos introduzir a um novo mundo de integridade, os seus detectores interiores de mentiras são indispensáveis. Com mencionei antes, alguns adultos sentem-se ameaçados por este espirito de guerreiro. E as Indigos são incapazes de se conformar com situações disfuncionais em casa, trabalho ou escola. Elas não têm a habilidade de se desassociar dos seus sentimentos e fingir que está tudo bem... a não ser que estejam medicadas ou com sedativos.
Os dons espirituais inatos das Crianças Cristais são também mal compreendidos. Especificamente, as suas habilidades telepáticas, que as levam a falar mais tarde na vida.
No novo mundo que os Indigos estão introduzindo a nós, estaremos muito mais conscientes dos nossos pensamentos e sentimentos intuitivos. Não contaremos tanto com a palavra escrita ou falada. A comunicação será mais rápida, mais direta e mais honesta, pois será de mente para mente. Já nesta altura podemos ver um número de pessoas, e está a aumentar, que estão a tomar contacto com as suas habilidades psiquicas. O nosso interesse no paranormal nunca esteve tão alto, acompanhado por livros, programas de televisão, e filmes sobre o tópico.
Por isso, não é surpreendente que a geração que se segue aos Indigos, seja incrivelmente telepática. Muitas das Crianças Cristais têm padrões de fala retardada, e não é incomum para elas esperarem até terem 3 ou quatro anos para começar a falar. Mas pais dizem-me que não têm problema nenhum em comunicar com as suas crianças silenciosas. Muito longe disso! Os pais metem-se em conversa mental com as suas Crianças Cristais. E as Cristais usam uma combinação de telepatia, de linguagem gestual própria, e de sons (incluindo canção) para transmitir o seu ponto de vista.
A dificuldade começa quando as Cristais são julgadas por médicos ou educadores como tendo padrões de fala "anormais". Não é coincidência que à medida que o número de Crianças Cristais nascidas aumenta, que o número de diagnósticos de autismo atinge um número recorde.
É verdade que as Crianças Cristais são diferentes das outras gerações. Mas porque é que temos de encontrar razões patológicas para estas diferenças? Se as crianças estão se comunicando com sucesso em casa, e os pais não estão reportando nenhum problema... porque tentar criar problemas? O critério para diagnosticar o autismo é bastante claro. Declara que uma pessoa autista vive no seu próprio mundo, e está desligada das outras pessoas. A pessoa autista não fala por causa de um desinteresse em comunicar com outras pessoas.
As Crianças Cristais são totalmente o oposto. Elas são consideradas como uns dos seres mais ligados, mais comunicativos, mais carinhosos e mais amorosos de qualquer uma das gerações. Também são bastante filosóficas e têm dons espirituais. E elas exibem niveís nunca vistos de bondade e sensibilidade para este mundo. As Crianças Cristais espontaneamente abraçam e preocupam-se com pessoas carentes. Uma pessoa austista não faria isso!
No meu livro "A educação e alimentação das Crianças Cristais", eu escrevi que ADHD (que em português é TDAH para Transtorno do Déficit de Atenção com HiperAtividade) devia significar "Atenção Ligada a uma Dimensão Superior". Isto descreve mais exactamente esta geração. Na mesma veia, as Crianças Cristais não justificam um rótulo de autismo. Elas não são autistas! Elas são FANTÁSTICAS!
Estas crianças merecem respeito, e não rótulos de disfunção. Se há alguém que é disfuncional, são os sistemas que não estão se acomodando a evolução continua da espécie humana. Se nós envergonhamos as nossas crianças com rótulos, ou se as submetemos por medicação, então teremos enfraquecido insidiosamente uma dadiva mandada pelos céus. Nós esmagaremos uma civilização antes que tenha tempo de formar raízes. Afortunadamente, há muitas soluções positivas e alternativas. E o mesmo céu que nos mandou as Crianças Cristais pode nos assistir, nós que defendemos estas crianças.




Que a Divina Luz esteja entre nós 
Emidio de Ogum http://espadadeogum.blogspot.com 
RECOMENDE AQUI ESTE ARTIGO NO BOTÃO +1
publicado por espadadeogum às 09:20
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Filhos de Ogum em 2015

. Oração para Ogum regente ...

. Simpatias para o ano novo...

. Tatuagem de caveira

. Previsões para 2015 Orixá...

. Tata Caveira

. Pai Nosso em Aramaico

. Água e a espiritualidade ...

. Oya Tempo

. Linha do Oriente na Umban...

.arquivos

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds