Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009

Numerologia e Cabala



ORIGENS
O Primeiro grande estudioso dos números de que se tem notícia foi Pitágoras, notório filósofo grego. Porém que não se confunda o seu estudo da metafísica numérica com numerologia, que é um sistema cujos primórdios são desconhecidos e que se baseia na essência do pensamento pitagórico, sem, contudo, refletir necessariamente esse pensamento.

A numerologia como técnica divinatória, sofreu influências da Cabala, associando letras à números. Assim pelos fundamentos da Cabala é que conseguimos compreender a numerologia.

A cabala é um sistema místico Judeu, que começou a influir na tradição esotérica ocidental no século XVI. Basicamente consiste em tomar uma palavra hebreia, letra por letra e transformá-las em números , soma-se esses números e depois encontra-se outra palavra hebreia, cujas letras tenham uma soma igual, essa técnica ainda é utilizada pelos cabalistas, para se interpretar os textos sagrados, principalmente aqueles onde constam: números, medidas e datas. É uma doutrina que tudo vivifica e fecunda todas as outras, nada destrói e dá, pelo contrário, a razão de ser de tudo que existe.

A Árvore da Vida abaixo, com os " Dez Sefiroth ", representa simbolicamente dez emanações da divindade, dez aspectos do universo manifestado e dez elementos da psicologia humana, constituindo a chave para decifrar os mistérios da Cabala.

As palavras em hebraico, significam : MALKUTH = Reino, YESOD = Fundamento, HOD = Glória, NETZACH = Vitória, TIPHARET = Beleza, GEBURAH = Julgamento, CHESED = Amor, BINAH = Inteligência, CHOKMAH = Sabedoria, KETHER = Coroa.

A ÁRVORE DA VIDA


FUNDAMENTOS
Desde o começo dos tempos a vida é composta de números. Como já vimos, foi Pitágoras quem designou os números básicos de 1 à 9 como princípios místicos de evolução das pessoas e das situações que vivenciam. É realidade que todas as filosofias coincidem nestes princípios e, hoje em dia, são os números que rezam na totalidade das coisas que nos rodeiam e nos situam no tempo e no espaço.

Empregamos os números para medir distâncias e o tempo, para criar música, controlar a luz e as vibrações dos sons e muito mais. São precisamente nestas vibrações que se baseia a ciência numerológica. Desde o nascimento, somos conhecidos por um nome e herdamos um sobrenome. Ambos, ao serem pronunciados, criam um tipo de vibração sonora que atrai ou forma situações, formando uma personalidade e ajudando na criação de um caráter.

Os estudos da numerologia são baseados precisamente em descobrir pelos sons dos nomes quais as vibrações que os compõem, para cada um separadamente e, até os dois juntos.

Das vogais vêm as freqüências que apontam o seu tipo de "espiritualidade". Das consoantes, como se comportarão, a sua "personalidade", como você é visto pelos outros. Pela soma dos dois (vogais + consoantes) determina-se o potencial do trabalho, ou a realização. É o "caráter". Finalmente, pela data de nascimento resulta o número do "destino" o qual determina os obstáculos, as advertências, ou as facilidades que estão adiante no caminho da vida. Para praticarmos a numerologia, precisamos conhecer a "Tabela Pitagórica", que embora tenha esse nome, não foi criada por Pitágoras, porque são utilizadas letras que ele não conhecia, pois era grego e não viveu na nossa era.

MÉTODO
Para efetuarmos os cálculos numerológicos, precisamos converter cada letra de um nome em números, conforme a tabela acima, a Letra "A" é análoga ao Nº "1", a Letra "J" ao "10" e "S" ao "19".

Os número de 1 à 9, são chamados de elementares, isso é são irredutíveis, todos os demais ( com excessão de 11 e 22 ), são decompostos através de uma operação teosófica, que consiste em somar os algarismos do número até encontrar uma essência irredutível, ou seja os números elementares ou os " Números Mestres " 11 e 22. Por exemplo 18 = 1 + 8 = 9. A redução teosófica é a simplificação de um método criado por Pitágoras, para compreender a essência de um nùmero.

Os nùmeros mestres 11 e 22, são irredutíveis porque representam arquétipos um tanto fora do comum.

Os números impares, são classificados como masculinos ( Yang, ativos ) e os pares, femininos ( Yin, passivos ).

Qualquer número à partir do 10 ( execeto 11 e 22 ), são chamados: números de origem.

Os números de 1 a 32, representam os 32 caminhos cabalísticos, para se chegar ao 33, que representa a perfeição.


Agora de posse da tabela Pitagórica, já é possível traçar o Mapa Numerológico a partir do nome completo e data de nascimento e Interpretar os resultados utilizando a tabela a seguir:


OS NÚMEROS E SEUS SIGNIFICADOS

1 - Unidade, homem, virilidade, masculinidade, ativo, independente, agressivo, ego, Sol, vitória, força, Pioneirismo, liderança, autoritarismo, orgulho, egoismo, narcisismo, tirania, obstinação, despotismo, fogo, ouro, pai, falo. Arcanos = 1 (O MAGO) , 10 (FORTUNA) e 19 (O SOL).

2 - Dualidade, mulher, sensibilidade, feminilidade, passividade, dependência, ternura, Lua, receptividade, diplomacia, humildade, rítmo, colaboração, persuasão, covardia, submissão, crueldade, negligência, timidez, insegurança, água, prata. Arcanos = 2 (A SACERDOTISA) 20 (O ÉON / JULGAMENTO)

3 - Criatividade, criança, infantilidade, expansividade, alegria, expressividade, arte, diversificação, ciúme, orgulho, estrelismo, afetação, ansiedade, sociabilidade, evasão de energia, impraticabilidade, azul, ar, inspiração, triângulo. Arcano = 3 (A IMPERATRIZ ) 12 (O ENFORCADO) e 21 (O UNIVERSO)

4 - Solidez, organização, racionalização, restrição, trabalho, retidãop, confiabilidade, honestidade, paciência, lentidão, praticidade, tradicionalismo, imutabilidade, preconceito, repressão, retardamento, ignorância, rudeza, limitação, violência, cansaço, terra, cinza, marrom, autoridade repressora, operário, quadrado. Arcanos = 4 (O IMPERADOR) e 13 (MORTE)

5 - Liberdade, independência, rebeldia, adolescência, jovialidade, mudança, viagens, progresso, evolução, sexualidade, sentidos, prazeres, drogas, bebidas, moda, futilidade, pentagrama, promiscuidade, deboche, malícia, fogo, éter, vermelho. Arcanos = 5 (O HIEROFANTE) e 14 (ARTE)

6 - Harmonia, sociabilidade, busca de perfeição, conciliação, família, estabilidade, solicitude, responsabilidade, fidelidade, ciúme, cobrança, possessividade, rancor, intromissão, reacionarismo, indecisão, ansiedade, Selo-de-Salomão, rosa, verde, afeto. Arcanos = 6 (OS AMANTES) e 15 (O DIABO)

7 - Inteligência, sensatez, estudo, meditação, erudição, análise, filosofia, profundidade, espiritualidade, religião, crítica, autocrítica, introspecção, cinismo, malícias, frieza, água, cérebro, antiguidade, tradição. Arcanos = 7 (O CARRO) e 16 (A TORRE)

8 - Justiça, matéria, Karma, verdade, correção, lógica, praticidade, prosperidade, realização, administração, linearidade, materialidade, militarismo, poder, ambição, vingança, opressão, violência, terra, Plutão, ossos, dentes, direito, lei. Arcanos = 8 (AJUSTAMENTO) e 17 (A ESTRELA)

9 - Tripla trindade, evolução, impulso, desenvolvimento, dinamismo, criatividade, liberalidade, solicitude, filantropia, internacionalidade, ilimitação, simpatia, ansiedade, teatralidade, exagero, indiscrição, nervosismo, dissipação, emocionalismo, precipitação, egocentrismo, Júpiter, fogo, olhos, visão, megalomania. Arcanos = 9 (O EREMITA) E 18 (A LUA)

11 - Revelação, atemporalidade, originalidade, exotismo, inspiração, intuição, paranormalidade, idealismo, androginia, ausência de rótulos, extravagância, vanguarda, modernidade, fanatismo, loucura, iluminação, incompreensão, incomunicabilidade, antipatia, degradação, ar, fogo, nova era. Arcano = 11 (A FORÇA)

22 - Desapego, passividade, cooperação, solicitude, realização, filantropia, dissolução, do ego, ousadia, intensidade, trabalho, obstáculos, repressão, incapacidade, ruína, megalomania, sabedoria, percepção intuitiva e raciocínio lógico combinados, idealismo, água e fogo, plenitude, consecução. Arcano = 0 / 22 (O LOUCO)

Conforme podemos observar, a interpretação também poderá ser feita através das cartas de Tarô, pois existe uma relação entre Numerologia e Tarô. Você poderá ter um pouco de dificuldade para fazer os primeiros mapas e a interpretação requer um pouco de psicologia e sensibilidade, mas com o tempo irá se habituar e fará mapas cada vez melhor.

Axé a todos
Emidio de Ogum
publicado por espadadeogum às 11:28
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Filhos de Ogum em 2015

. Oração para Ogum regente ...

. Simpatias para o ano novo...

. Tatuagem de caveira

. Previsões para 2015 Orixá...

. Tata Caveira

. Pai Nosso em Aramaico

. Água e a espiritualidade ...

. Oya Tempo

. Linha do Oriente na Umban...

.arquivos

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds