Sábado, 15 de Maio de 2010

Tarôt e os 22 arcanos maiores






TARÔT



Os 22 arcanos maiores como a história da evolução do indivíduo

O conjunto das 7 primeiras cartas representa o desenvolvimento das qualidades do arcano O Mago, cuja culminância é o imperador vitorioso - O Carro.



O homem - O Mago - vem ao mundo tendo à sua disposição as 4 funções psíquicas representadas pelos 4 naipes: espadas-ar (faca, punhal) = pensamento; copas-água (taça, cálice, copo) = sentimento; paus-fogo (bastão, clava) = intuição; ouros-terra (moeda, roda) = sensação. É também o princípio masculino, ativo, que pode ser associado ao animus. A Sacerdotisa representa a necessidade de parar, de se tornar receptivo para se aprimorar espiritualmente, e pode ser associada à anima. Na sua trajetória inicial, o homem aprende primeiro a lidar com os pais - A Imperatriz e O Imperador. Depois, entra em contato com as instituições socializadoras - a religião e a escola - simbolizadas pelo arcano O Sumo Sacerdote. Então aprende a fazer uma escolha e o reconhecimento de sua identidade sexual, transferindo os laços edípicos para outras pessoas - O Enamorado. Se a escolha é bem feita, ele assume a persona, assume a si mesmo - O Carro - como veículo para viver em sociedade e conduzir a própria vida. Esta primeira fase representa a atitude extrovertida.


O segundo ciclo é representado pelo conjunto das 5 cartas seguintes e corresponde à segunda parte da vida, à atitude introvertida e ao início do processo de individuação. Este conjunto apoia-se no conceito de que a realidade, tal como a conhecemos, é ilusória. A Justiça é o primeiro passo para esse reconhecimento e ensina a pesar, a medir e a eliminar o que é desnecessário. O Ermitão é a volta ao passado para se iluminar - a auto-análise e a busca dos fatores que condicionaram a atitude presente. O autoconhecimento leva à constatação da evolução constante do mundo como fator dominante e dos determinismos biológicos e sociológicos - A Roda da Fortuna. Começa então e enfrentar aquilo que vem a ser a sua herança biológica, representada pela carta A Força - os instintos de agressão e sexualidade. Esta carta representa o confronto com as nossas sombras. Prosseguindo, entra em contato com seu caos interior e sua impotência básica - O Enforcado.



O conjunto das próximas 3 cartas completa o ciclo anterior e representa os elementos que deverão ser usados ou combatidos para uma evolução interna. Se supera a preguiça e desamarra o nó do Enforcado, estabelece relação com A Morte, aprendendo a cortar o que não presta, transformando-se inevitavelmente; e, se for bem sucedido, chega ao rejuvenescimento. Ingressa, então, em um novo plano mais elevado, operando uma transmutação alquímica interior, representada pelo arcano A Temperança. Feito tudo isso, pode cair na tentação de usar o que aprendeu para obter poder sobre os outros - O Diabo.



O ciclo seguinte, de 4 cartas, é a conseqüência externa do anterior. A Casa de Deus (A Torre) - destruição; A Estrela - reconhecimento de que há influências cósmicas; A Lua - ilusões que impedem o homem de chegar àquilo que ele é; O Sol - a necessidade de encarar a realidade e abandonar A Lua.


As 3 últimas cartas mostram a conclusão do processo de evolução. Após O Julgamento, o homem ou desemboca no arcano O Mundo - o homem completo que concilia extroversão e introversão, o que foi bem sucedido no processo; ou desemboca no arcano O Louco, o zero, o que falhou no processo, e começa tudo de novo.



Paz Amor e Harmonia 
Emidio de Ogum 
http://espadadeogum.blogspot.com
tags:
publicado por espadadeogum às 18:45
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Filhos de Ogum em 2015

. Oração para Ogum regente ...

. Simpatias para o ano novo...

. Tatuagem de caveira

. Previsões para 2015 Orixá...

. Tata Caveira

. Pai Nosso em Aramaico

. Água e a espiritualidade ...

. Oya Tempo

. Linha do Oriente na Umban...

.arquivos

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds